Bolsonaro corta verbas para o meio ambiente mesmo após Cúpula do Clima; entenda

O presidente participou de reunião promovida por Joe Biden mas mesmo assim cortou quase R$ 240 milhões

Por: Aline Bueno Silvestre | 23 abril - 19:55

Depois de Jair Bolsonaro (sem partido) prometer mais verbas para o meio ambiente e Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, afirmar que o valor das verbas vai ser dobrado, o presidente cortou quase R$ 240 milhões que iriam para a área.

“O que houver de disponibilidade o presidente vai dobrar o recurso. É importante porque dá sustentação ao pagamento às equipes da Força Nacional —que podem aumentar substancialmente— e porque se somam ao que já têm de equipes e logística de Ibama, ICMBio e Polícia Federal”, afirmou Salles na quinta-feira (22).

Bolsonaro corta verbas para o meio ambiente mesmo após reunião com Biden sobre o clima

Foto: Marcos Corrêa/PR

Salles diz que quem manda no ministério do Meio Ambiente é o Bolsonaro “Nenhum país vai fiscalizar, não”

No entanto, o corte aconteceu no dia seguinte, sexta-feira (23). A ação acontece mesmo depois da Cúpula dos Líderes sobre o Clima, promovida por Joe Biden (Partido Democrata), presidente dos Estados Unidos. 

A reunião tratou ações para o meio ambiente e as mudanças climáticas do mundo, e Bolsonaro participou virtualmente, onde falou sobre redução na emissão de carbono também. Leia a matéria completa.

O dinheiro que foi cortado era destinado a mudanças do clima, projetos de conservação do meio ambiente e controle de incêndios nas florestas. A ação foi anunciada após o presidente sancionar o Orçamento de 2021 com vetos.

Além disso, o incremento que ele comentou na reunião virtual não está na programação do ano.

Outros cortes já tiveram que acontecer no governo. Em média R$ 20 bilhões foram cortados por vetos a projetos, enquanto outros R$ 9 bilhões por controle de despesas.

Apesar do Ministério do Meio Ambiente não ter sido atingido pelos bloqueios, teve um corte de quase R$ 240 milhões.

*Com informações da Folha de São Paulo.

LEIA MAIS:

Cuidar do meio ambiente será um desafio depois da pandemia, afirma Papa Francisco

Após críticas, deputado diz que Salles é qualificado para a função e que Brasil tem legislação rígida para o meio ambiente

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você