Bolsonaro chama jornalista de ‘idiota’ ao receber pergunta sobre foto publicada com ‘CPF cancelado’

Você não tem o que perguntar não? Deixa de ser idiota, menina!", respondeu o presidente Bolsonaro

Por: Bianca Antunes | 26 abril - 17:07

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou de “idiota” uma jornalista nesta segunda-feira (26). A repórter questionou o presidente sobre uma foto publicada pelo Palácio do Planalto, em que ele aparece com um cartaz que representa um cartão de CPF com a palavra “cancelado”.

“Você não tem o que perguntar não? Deixa de ser idiota, menina!”, respondeu o presidente Bolsonaro. A situação de “CPF cancelado” geralmente ocorre quando a pessoa morre.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia disse que lamenta mais uma vez ter que emitir nota para criticar o comportamento do presidente da República Jair Bolsonaro.

O Sinjorba disse que o xingamento “revela o traço imaturo e autoritário de Bolsonaro, que não consegue conviver com a crítica, com o contraditório, com a diferença e nem com a obrigação de conceder entrevistas e responder às perguntas dos jornalistas, principalmente se do outro lado estiver uma mulher. “

“A maior autoridade do país não pode incentivar desrespeito aos direitos humanos e nem agir com grosseria com a imprensa, que é os olhos e a forma de comunicação entre os poderes e a sociedade”, diz o presidente da entidade, Moacy Neves.

Ataques a jornalistas

O ano de 2020 contou com um aumento de 168% em agressões físicas, ofensas e intimidações a jornalistas em relação a 2019. Foram 150 casos registrados, com 189 profissionais e veículos de comunicação.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus apoiadores foram responsáveis por mais da metade dessas agressões. Bolsonaro também aparece no relatório como autor de intimidações e de uma ameaça contra um repórter do jornal O Globo – que o questionou sobre cheques de Fabrício Queiroz enviados à primeira-dama. Leia mais. 

LEIA TAMBÉM:

Sem máscara, Bolsonaro visita comunidades na região de Brasília e causa aglomeração

Bolsonaro volta a criticar medidas de restrições ‘não estiquem a corda mais que está esticada’

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você