Bolsonaro afirma que comprar vacinas antecipadamente seria “irresponsabilidade”

Presidente fez afirmação durante inauguração de centro de convenções em Manaus (AM)

Por: Murilo Amaral Feijó | 23 abril - 19:12

Nesta sexta-feira (23), durante inauguração de centro de convenções em Manaus, capital do Amazonas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que comprar imunizantes contra a covid-19 antes de aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) seria “irresponsabilidade”.

Segundo o presidente, “seria irresponsabilidade do governo despender recursos para algo que ninguém sabia o que era ainda porque não estava no mercado”.

Presidente Jair Bolsonaro, durante cerimônia de inauguração em Manaus

Foto: Alan Santos/PR

O discurso de Bolsonaro se deu no mesmo dia da publicação de uma entrevista da revista Veja com o ex-secretário da Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, na qual afirmou que o Ministério da Saúde agiu com “incompetência e ineficiência” ao deixar de comprar antes a vacina da Pfizer contra a covid-19.

Na entrevista, Wajngarten disse que o presidente “sempre disse que compraria todas as vacinas, desde que aprovadas pela Anvisa”.

Durante o discurso, Bolsonaro defendeu a atuação de Eduardo Pazuello, agora transferido para a Secretaria-Geral do Exército, no Ministério da Saúde: “É um trabalho que vem lá de trás, do general Pazuello à frente do ministério da saúde que fez o dever de casa lá atrás, que não comprou ano passado, fez apenas muitos contratos, porque precisava passar pela Anvisa”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Parlamentares criticam entrevista de Wajngarten culpando Pazuello pela Pandemia: “prova do desespero de Bolsonaro”

Wajngarten proibiu Pazuello de falar com a Globo, afirma ex-assessor do Ministério da Saúde

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: