Biden enviou carta a Bolsonaro em 26 de fevereiro; confira

Na mensagem, o presidente dos EUA pediu reforço para combater pandemia e ajudar no meio ambiente

Por: Leonardo Fernandes | 18 março - 11:42

A Secretaria Especial de Comunicação Social (SECOM) divulgou nesta quinta-feira (18) a carta enviada por Joe Biden a Jair Bolsonaro. A mensagem, datada de 26 de fevereiro, foi uma resposta aos cumprimentos enviados por Bolsonaro ao presidente dos Estados Unidos, mandados em janeiro.

Joe Biden disse na carta que o governo norte-americano pretende manter as relações diplomáticas com o Brasil, para que ambos os países possam trabalhar juntos no combate à pandemia e proteção do meio ambiente. Como escrito pelo SECOM, o atual presidente dos EUA reconhece que as nações “compartilham trajetórias” na busca por direitos a favor da democracia.

Biden enviou carta a Bolsonaro em 26 de fevereiro; confira

Joe Biden junto de Kamala Harris, a vice-presidente do governo vigente. Foto: Twitter/Biden

O governo brasileiro também divulgou que Biden enxerga uma oportunidade dos países “unirem esforços, tanto em nível bilateral quanto em fóruns multilaterais”. O final do trecho faz referência à Cúpula sobre o Clima que acontecerá no final de abril, dia 22, nos Estados Unidos.

Além disso, também acontece em 21 de novembro a COP26 (Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas), organizada este ano em Glasgow, na Escócia.

Na época do envio da sua mensagem, Bolsonaro falou sobre sua “grande admiração” pelos EUA, e que está tentando corrigir “equívocos” de governos anteriores desde o começo de seu mandato. Para o chefe do Executivo, esses equívocos teriam afastado os países. Bolsonaro usou um tom de reconciliação após ser o último líder do G-20 a reconhecer a vitória de Biden nas eleições 2020.

Leia a nota do Secom logo abaixo:

“Em atenção à mensagem de cumprimentos recebida por ocasião de sua cerimônia de posse como 46º Presidente dos Estados Unidos da América, o Presidente Joe Biden dirigiu carta de agradecimento ao presidente Jair Bolsonaro, datada de 26 de fevereiro último.

Ao referir-se às diversas vezes em que esteve no Brasil como vice-presidente, o presidente Biden sublinhou que não há limites para o que o Brasil e os EUA podem conquistar juntos. Destacou que as duas nações compartilham trajetória de luta pela independência, defesa de liberdades democráticas e religiosas, repúdio à escravidão e acolhimento da composição diversa de suas sociedades.

Após enfatizar a responsabilidade comum dos dois líderes em tornar o Brasil e os EUA mais seguros, saudáveis, prósperos e sustentáveis para as gerações futuras, o Presidente Biden saudou a oportunidade para que ambos os países unam esforços, tanto em nível bilateral quanto em fóruns multilaterais, no enfrentamento aos desafios da pandemia e do meio ambiente, em alusão ao caminho para a COP26 e para a Cúpula sobre o Clima, esta última a ser sediada pelos EUA em 22 de abril próximo.

Ao final, o presidente Biden salientou que seu governo está pronto para trabalhar em estreita colaboração com o Governo brasileiro neste novo capítulo da relação bilateral.”

Leia mais notícias:

Bolsonaro busca manter Pazuello; decisão gera descontentamento

Lula pede a Biden uma reunião urgente do G20

Confira os últimos acontecimentos no estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você