Barroso responde acusação de Bolsonaro e afirma que consultou demais ministros para abrir CPI

Presidente acusou ministro do STF de fazer “politicalha” ao abrir CPI da Pandemia

Por: Murilo Amaral Feijó | 09 abril - 20:55

O ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF) respondeu as criticas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre sua decisão de abrir a CPI da Pandemia, que investigaria crimes do governo federal no combate à pandemia de covid-19.

Barroso disse que desempenha seu papel “com seriedade, educação e serenidade”. O ministro também afirmou que, antes de realizar a decisão, consultou os demais ministros do STF.

Foto: Agência Brasil/Divulgação

Nesta sexta-feira (9), Bolsonaro postou em suas redes sociais um vídeo com acusações e críticas contra Barroso e a CPI. No vídeo, ele avalia a decisão do ministro como “monocrática” e afirma que “falta coragem para o Barroso e sobra ativismo judicial”.

O STF afirmou, por meio de nota, que “os ministros que compõem a Corte tomam decisões conforme a Constituição e as leis e que, dentro do estado democrático de direito, questionamentos a elas devem ser feitos nas vias recursais próprias, contribuindo para que o espírito republicano prevaleça em nosso país”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Senador prepara pedido de impeachment de Barroso por interver no Legislativo ao decidir a instalação da CPI no Senado

Pacheco diz que não vai impedir a CPI contra o presidente “Quando ele prega qualquer tipo de negacionismo, eu vou criticar”

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você