‘Até 2030 o desmatamento vai acabar por falta de floresta’, diz delegado da PF

Alexandre Saraiva usou sua conta do Twitter para criticar a fala de Bolsonaro sobre o fim do desmatamento ilegal até 2030

Por: Aline Bueno Silvestre | 23 abril - 20:21

O delegado da Polícia Federal, Alexandre Saraiva, ironizou o fim do desmatamento ilegal até 2030 prometido por Jair Bolsonaro (sem partido), presidente do Brasil. Ele falou que o desmatamento vai acabar por falta de florestas.

Durante a Cúpula de Líderes sobre o Clima, o presidente falou sobre o fim do desmatamento e também que o Brasil irá atingir a neutralidade climática em 2050. Alexandre usou sua conta do Twitter para ironizar a fala do presidente.

Desmatamento da Amazônia bate recorde em março; número é o maior dos últimos seis anos

Saraiva foi líder da investigação de madeira ilegal na Amazônia e também foi autor da notícia-crime contra o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Ele era superintendente da PF no Amazonas, mas foi substituído após enviar a notícia-crime. 

Na mesma conta do Twitter, o delegado defendeu que “hora de lutar pela Floresta” e de “mostrar que a Amazônia importa”. “Não vai passar boiada nenhuma!!!”, disse ainda. Apesar da conta nova na rede social, a PF no Amazonas confirmou que é do deputado.

LEIA MAIS:

Salles diz que quem manda no ministério do Meio Ambiente é o Bolsonaro “Nenhum país vai fiscalizar, não”

Salles afirma que “o presidente vai dobrar o recurso” para metas ambientais mas que vai precisar de empresas e países estrangeiros

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você