Votação de MP que amplia margem do consignado do INSS é adiada

A MP vence na próxima quinta-feira (11) e ainda precisa ser votada pelo Senado

Por: Larissa Placca | 04 março - 20:02

Sem acordo, a Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (4) adiou a votação da Medida Provisória (MP) 1006/20, que amplia a margem de empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A MP deve votada na próxima semana. A MP vence na próxima quinta-feira (11), e ainda precisa ser votada pelo Senado.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O deputado Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou que há a necessidade de fazer ajustes no texto do relator deputado Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM), para fechar o acordo.

A proposta do relator, consta a prorrogação por dois anos a margem maior, de 35% para 40%, para acesso a empréstimos consignados de aposentados e pensionistas.

Ramos ainda chegou a fazer um apelo para a votação da matéria, mas não houve acordo.

“O aposentado está passando necessidade, está negativado, está na mão de instituições ‘criminosas’, cobrando juros altos. Não podemos permitir que essa MP caduque. Será uma vergonha para o Congresso Nacional, e quando chegar na base vamos responder por isso, com certeza”, disse.

A votação pode ser afetada pela análise da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 86/2019, a PEC do Auxílio Emergencial. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que pretende colocar a PEC para votação ainda na quarta-feira (10).

LEIA MAIS NOTÍCIAS

PEC Emergencial será votada na próxima semana pelos Deputados

Doria envia a Alesp Projeto de Lei ‘Bolsa-Trabalho’

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você