A esposa de Fabrício Queiroz solicitou o recebimento do auxílio emergencial, novamente

Márcia Oliveira de Aguiar já recebeu, em 2020, o auxílio mesmo estando foragida.

Por: Larissa Placca | 05 abril - 19:20

A esposa de Fabrício Queiroz, investigado no Esquema de Rachadinhas, Márcia Oliveira de Aguiar  irá novamente receber o auxílio emergencial do governo federal.

Márcia já recebeu, em 2020, o auxílio mesmo estando foragida. Nesta versão do benefício, ela receberá o auxílio em casa, já que sua prisão domiciliar foi revogada há duas semanas.

Márcia Oliveira de Aguiar com Fabrício Queiroz, investigado pelo esquema de Rachadinhas

Márcia Oliveira de Aguiar com Fabrício Queiroz, investigado pelo esquema de Rachadinhas; Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

A confirmação da informação foi dada por meio do telefone 111, da Caixa que informa o status das solicitações. O CPF de Marcia, publicado nos documentos das investigações judiciais que apuram seu envolvimento nos recebimentos ilegais de dinheiro.

Ela é ex-funcionária do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro. O jornal Congresso em Foco denunciou o recebimento e Márcia agora não irá receber a próxima parcela do benefício. Entenda mais sobre esse assunto.

Foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro à Justiça o caso que apura crimes de desvio de parte do salário de auxiliares na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, Câmara dos Deputados do Rio de Janeiro). O inquérito, aberto em 2019, apura se houve desvio de dinheiro através da nomeação de assessores ‘fantasmas’.

No caso, o ex-assessor parlamentar de Flávio, Fábricio Queiroz, também foi denunciado pelo MP. Ele seria o coordenador da rachadinha. Outras 15 pessoas ligadas ao suposto esquema.

Entenda o caso completo na Reportagem.

Segundo apurado, Márcia era funcionária-fantasma do gabinete de Flávio e que, na verdade, ela trabalhava como cabeleireira, apesar de receber vencimentos de R$6.500 na Alerj.

Procurado, o advogado de Márcia e Queiroz não teve retornou sobre o assunto.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Preço dos alimentos sobe pelo 9º mês seguido; entenda porque isso ainda acontece

PGR defende redistribuição de ação que proíbe cultos presenciais ao ministro Nunes Marques

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você