Variante brasileira do coronavírus é detectada em várias regiões do Paraguai

O Ministério da Saúde do Paraguai suspeita também da presença da variante britânica

Por: Murilo Amaral Feijó | 25 março - 20:03

Nesta quinta-feira (25), segundo relatório do Ministério da Saúde do Paraguai, foram detectados casos de infecção, em várias regiões do país, pelas variantes brasileiras do coronavírus: P1 e P2.

As variantes são apontadas pelo Ministério como responsáveis pela elevação no número de casos nas últimas semanas. As autoridades sanitárias paraguaias suspeitam também que a variante britânica esteja presente no país.

Pacientes deitados em hospital do Paraguai

Foto: Reprodução/Twitter

A variante P1, encontrada pela primeira vez em Manaus (AM), tem uma taxa de contaminação “quase três vezes maior do que a usual”, segundo Guillermo Sequera, diretor da Vigilância Sanitária do Paraguai. De acordo com ele, as medidas de prevenção são “as mesmas”.

O governo paraguaio adotou medidas restritivas para evitar a circulação de pessoas à noite, entre os dias 27 de março e 4 de abril.

O Paraguai, atualmente, tem entre 40 e 50 mortes causadas pela covid-19 por dia. A média de infecções confirmadas por dia está em 2.500. Desde o início da pandemia, o país já registrou mais de 200.800 casos e quase 3.900 mortes.

Na semana passada (17), o ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Euclides Acevedo, veio ao Brasil e foi recebido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Acevedo pediu ajuda no combate à pandemia e apoio político para o presidente paraguaio Mario Abdo Benítez, alvo de críticas e protestos contra seu governo.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Tornados nos Estados Unidos deixam mortos e feridos

STF decide em 14 de abril sobre anulação das condenações de Lula

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você