União Europeia entra com ação judicial contra AstraZeneca por atraso em entrega de vacinas

A AstraZeneca disse que lamenta a decisão da UE de tomar medidas legais

Por: Bianca Antunes | 26 abril - 14:49

A União Europeia entrou com um processo judicial contra a AstraZeneca por conta dos atrasos na entrega de sua vacina contra a covid-19, feita em parceria com a Universidade de Oxford. A ação foi aberta na sexta-feira (23).

De acordo com Stefan De Keersmaecker, porta-voz da Comissão Europeia, “alguns itens do contrato não foram cumpridos e a companhia não tem tido condições de apresentar uma estratégia confiável para garantir a entrega das doses no prazo”.

Foto: Agência Saúde DF/Divulgação

O contrato previa a entrega de 180 milhões de doses da vacina à UE pela AstraZeneca no segundo trimestre deste ano. Entretanto, a farmacêutica informou que só poderia entregar um terço do montante.

“Queremos ter certeza de que há uma entrega rápida de um número de doses suficientes às quais os cidadãos europeus têm direito e que foram prometidas com base no contrato”, afirmou De Keersmaecker.

Em comunicado divulgado, a AstraZeneca disse que lamenta a decisão da UE de tomar medidas legais e reconheceu as dificuldades apresentadas por “negociações muito complexas e desafios de fabricação”, mas afirmou que “cumpriu integralmente o Acordo de Compra Antecipada com a Comissão Europeia”, e por isso, acredita que “qualquer litígio é sem mérito”.

LEIA TAMBÉM:

Com a pandemia, 12 mil bares e restaurantes fecham em São Paulo; no Rio, 3 mil decretaram falência

Contra recorde de Covid-19 e falta de oxigênio, países oferecem ajuda à Índia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você