Senadores americanos pedem para Biden não dar dinheiro ao Brasil se o desmatamento não diminuir

Em carta, o presidente Jair Bolsonaro prometeu o fim do desmatamento ilegal até 2030

Por: Maria de Toledo Leite | 16 abril - 18:19

Nesta sexta-feira (16), um grupo de 15 senadores do Partido Democratas dos Estados Unidos enviou uma carta a Joe Biden, presidente americano, na qual reclamaram sobre a falta de medidas para preservar o meio ambiente por parte de Jair Bolsonaro, presidente do Brasil. Na carta, os políticos também pediram que Biden corte a ajuda financeira dada ao Brasil, caso não ocorra o devido apoio à preservação da Amazônia.

No dia 26 de março, o presidente dos Estados Unidos convidou 40 chefes de Estado, inclusive Bolsonaro, para uma cúpula virtual nos dias 22 e 23 de abril, com a intenção de discutir mudanças climáticas.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Além disso, os senadores afirmam que se o ritmo de desmatamento não diminuir, eles vão negar o pedido do Brasil de entrar para a OCDE, um tipo de grupo de países ricos, que é a intenção de Bolsonaro.

A intenção da carta enviada parece ser evitar que o presidente brasileiro se reposicione como líder disposto a cooperar para a preservação do meio ambiente apenas em troco de bilhões de dólares.

Segundo os políticos americanos, uma parceria entre o Brasil e os EUA só poderia acontecer se a gestão de Bolsonaro levar a sério os compromissos com o clima. Eles mencionaram também que o governo brasileiro deverá dar apoio, proteger e se engajar “significativamente com os brasileiros que podem ajudar o país a honrarem esses compromissos.”

Durante sua campanha presidencial, Biden mencionou a possibilidade de um grupo de países doar US$ 20 bilhões para o Brasil, que deveriam ser usados para combater o desmatamento. Caso o país falhasse, enfrentaria consequências. Sobre essa proposta, Bolsonaro afirmou que os comentários de Biden eram “desastrosos.”

O presidente do Brasil enviou, no dia 14 de abril, uma carta de 7 páginas para o presidente Joe Biden, em que reconheceu que o governo precisa melhorar seu desempenho para impedir o desmatamento ilegal e que isso aconteceria até 2030.

Bolsonaro ainda disse que, para atingir esses objetivos, o Brasil precisaria de recursos externos. Ele afirmou que uma ajuda do governo dos EUA seria “muito bem-vinda.”

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

22 governadores do Brasil assinam carta para Biden sobre parceria em preservação ambiental

Biden enviou carta a Bolsonaro em 26 de fevereiro; confira

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você