Prefeito da Alemanha é suspenso por tomar vacina antes da hora

Bernd Wiegand, 64 anos, recebeu uma dose em janeiro, enquanto o acesso à vacina estava reservado para pessoas idosas

Por: Marina Correa de Genaro | 08 abril - 15:57

Bernd Wiegand, prefeito da cidade alemã de Halle, foi suspenso de suas funções pelo conselho municipal por ter tomado a vacina contra a Covid-19 em janeiro, sem fazer parte da população prioritária.

Na noite desta quarta-feira (7), uma maioria de 34 dos 48 vereadores votaram, em um conselho municipal especial, a suspensão temporária do prefeito de Halle, no centro da Alemanha.

Vacina contra a Covid-19

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O prefeito de 64 anos, recebeu uma dose em janeiro, enquanto o acesso à vacina estava reservado na Alemanha apenas para as pessoas idosas. Wiegand, atualmente de férias e ausente na reunião do conselho, explicou que tomou a vacina para evitar o desperdício das doses restantes.

Porém, suas explicações sobre a vacinação, variaram com o tempo. Wiegand disse na primeira vez que ele se beneficiou de um sorteio para receber a dose em janeiro.

De acordo com os primeiros resultados de uma investigação do Ministério Público de Halle, as autoridades da cidade também tiveram acesso às vacinas sem serem prioridades, e que o prefeito tentou manter em segredo.

Os vereadores também receberam vacinas antes da hora e desde então, estão pedindo desculpas.

LEIA MAIS

Justiça determina volta do lockdown no Distrito Federal; governador diz que vai recorrer

Produção industrial cai em 10 dos 15 locais pesquisados em fevereiro, segundo o IBGE

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você