ONU alerta para aumento da fome aguda no Iêmen, Nigéria e Sudão do Sul

Segundo documento, no final de 2020 mais de 88 milhões de pessoas enfrentavam insegurança alimentar

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 23 março - 17:34

Nesta segunda-feira (23) a ONU (Organização das Nações Unidas) alertou que milhões de pessoas no Iêmen, norte da Nigéria e Sudão do Sul correm risco de passar fome nos próximos meses.

Essas três regiões do continente afriacano são marcadas por conflitos internos e segundo dados do Programa Mundial de Alimentos (PMA) estão entre as mais afetadas no mundo pela insegurança alimentar. 

Nigéria

Foto: Reprodução/flickr

Dois países da América, Haiti e Honduras também estão na lista dos que correm risco de sofrer com a fome ainda este ano. Nesse texto também estão inclusos, Afeganistão, República Centro-Africana, Sudão, Zimbábue, Nigéria, República Democrática do Congo, Burkina Faso e Síria. 

De acordo com o relatório, para algumas populações os meios de subsistência estão esgotados e o consumo de alimentos é insuficiente gerando uma taxa alta de desnutrição. O relatório ainda reconhece que “uma ação humanitária urgente e em grande escala é necessária para prevenir a fome e a morte.”

No Iêmen, o número de pessoas que passam fome aumentou significativamente entre julho e dezembro, hoje são mais de 47 mil pessoas em estado de miséria. A insegurança alimentar já afeta mais de 16,3 milhões de pessoas. 

Segundo o documento, a crise será agravada pela pandemia de coronavírus. No final de 2020 eram mais de 88 milhões de pessoas sofrendo de fome aguda devido a conflitos ou instabilidade no mundo. 

O que é insegurança alimentar?

A insegurança alimentar é quando a disponibilidade de alimentos é escassa. Se uma família não tem acesso regular à alimentação, em quantidade e qualidade adequadas, ela se encontra em situação de segurança alimentar.

LEIA MAIS

União Europeia aplica sanções contra pessoas envolvidas no golpe em Myanmar

Novo protesto em Myanmar deixa mortos e feridos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você