Merkel desiste de ampliar restrições na Alemanha durante a Páscoa

Após críticas, Merkel também se desculpou com os alemães depois do plano publicado terça-feira (23)

Por: Marina Correa de Genaro | 24 março - 15:29

Líder da Alemanha, Angela Merkel, desistiu nesta quarta-feira (24) de um plano de ampliar o feriado de Páscoa para tentar combater uma terceira onda da pandemia do coronavírus.

A líder também se desculpou com os alemães, cansados do confinamento, depois que o plano foi apresentado na terça (23) de forma apressada e desencadeou uma grande reação do país.

Angela Merkel

Foto: Webmaster Abril

Merkel e os líderes dos 16 estados da Alemanha concordaram em pedir aos cidadãos que ficassem em casa por cinco dias durante o feriado, declarando 1° e 3 de abril como “dias de descanso extras”.

O fechamento de todas as lojas, até mesmo as consideradas essenciais, estaria incluso na medida e isso causou preocupações.

“O erro é só meu”, ela afirmou.

A Alemanha, com população de 83 milhões, teve 248 mortos por Covid-19 na quarta (24) e cerca de 16 mil infecções.

LEIA MAIS:

Manifestantes contra restrições de combate à pandemia vão às ruas na Alemanha

França tem terceira onda de covid-19 e nova variante do coronavírus

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: