Incêndio em hospital no Iraque deixa mais de 80 mortos

O incidente foi causado por cilindros de oxigênio "armazenados sem respeitar as condições de segurança", segundo fontes médicas

Por: Caroline Ripani | 25 abril - 12:43

Neste domingo (25), cerca de 82 pessoas morreram e outras 110 ficaram feridas em um incêndio em um hospital que tratava pacientes de covid-19 no Iraque.

O incidente no hospital Ibn al-Khatib em Bagdá, foi causado por cilindros de oxigênio “armazenados sem respeitar as condições de segurança”, segundo fontes médicas.

Incêndio em hospital no Iraque

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Conforme foi informado por médicos e bombeiros à mídia, muitos pacientes estavam sob ventilação no momento no qual os cilindros explodiram, resultando em um incêndio que se espalhou rapidamente.

A tragédia gerou revolta nos iraquianos após ser atribuída à negligência, estando ligada à corrupção que assola o país. A frase “Renúncia do Ministro da Saúde” liderou as palavras-chave no Twitter no Iraque.

O primeiro-ministro do país, Mustafa Al Kazimi, decretou três dias de luto nacional, além de anunciar a abertura de “uma investigação imediata” acerca do incidente, cujos resultados ele deseja “em 24 horas”.

Al Kazimi suspendeu de suas funções o chefe da saúde do setor oriental de Bagdá, o diretor do hospital e os chefes de segurança e manutenção técnica. Segundo o primeiro-ministro, eles estão sendo interrogados e ninguém será libertado “até que os culpados sejam julgados”.

*Com informações da EFE.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Auxílio emergencial para nascidos em setembro começa a ser pago neste domingo

Covid: Ministério da Saúde reduz em 31% número de doses de vacina previstas para maio

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você