França impõe quarentena de dez dias a viajantes do Brasil e outros países

Governo Francês também tornou mais rigorosas as condições de entrada no país

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 18 abril - 13:19

Por conta da disseminação das novas variantes do coronavírus, a França obrigará viajantes do Brasil, Argentina, Chile e África do Sul a ficarem isolados por dez dias, além de tornar mais rigorosas as condições de entrada no país. 

No sábado (17) o governo francês anunciou que a suspensão de voos com o Brasil, aplicada desde quarta-feira (14), vai continuar até pelo menos o dia 23 de abril, tempo necessário para “permitir sua retomada com medidas de segurança adicionais”.

Foto: Agência Brasil

O que sabemos sobre os casos de reinfecção da covid-19

A partir do dia 24, apenas cidadãos franceses, seus companheiros, filhos ou residentes poderão viajar a partir do Brasil. Para entrar no país será necessário apresentar antes de embarcar um teste PCR negativo de 36 horas antes do voo, ao invés de 72 horas, ou um PCR negativo das 72 horas anteriores juntamente com um teste de antígeno de menos de 24 horas que será feito na chegada a França. 

A quarentena obrigatória de dez dias vale para qualquer pessoa que chegar do Brasil e haverá controles para garantir que a medida está sendo respeitada. As mesmas medidas serão aplicadas no dia 24 para viajantes da Argentina, Chile, África do Sul e Guiana Francesa – onde constam vários casos da variante brasileira. 

Em nota, o governo de Macron informou que eventualmente outros países poderão ser acrescentados na lista. Desde janeiro, a França está restringindo voos de países de fora da União Europeia.

LEIA MAIS

Hospitalizados na França passam de 30 mil; último recorde tinha sido em novembro

Número de internados com covid em UTIs na França tem maior salto em meses

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você