Em TV Italiana, Lula pede desculpas por não ter deportado o assassino Cesare Battisti

"Peço desculpas ao povo italiano, pensei que ele não era culpado, mas depois de sua confissão, só posso me desculpar", disse Lula

Por: Larissa Placca | 09 abril - 23:21

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu desculpas à população italiana por não ter deportado Cesare Battisti que foi condenado na Itália por assassinato e se refugiou no Brasil.

“Peço desculpas ao povo italiano, pensei que ele não era culpado, mas depois de sua confissão, só posso me desculpar”, disse Lula, em entrevista concedida nesta sexta-feira (9) ao canal italiano TG2 Post.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT); Foto: Agência Brasil

No último dia de seu mandato, em 2010, o ex-presidente concedeu asilo ao italiano. Hoje na Itália, Battisti cumpre prisão perpétua.

“Enganei-me”, disse Lula, que já havia demonstrado arrependimento anteriormente em relação ao caso. Em 2020, Lula afirmou em um programa da TV Democracia que se arrependeu de ter defendido Battisti.

“Tomei a decisão baseado em uma orientação do Ministério da Justiça”, afirmou, em referência à equipe do então ministro Tarso Genro. “E pensei que era uma decisão correta porque achei que [Battisti] era inocente”, completou.

Battisti foi entregue à Itália pelo governo de Jair Bolsonaro.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Para especialistas alta no preços dos alimentos deve perdurar até a retomada da economia brasileira iniciar

Desmatamento da Amazônia bate recorde em março; número é o maior dos últimos seis anos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você