Cúpula do Clima: Xi Jinping menciona redução de carbono na China em plano governamental

O presidente chinês também cobra países desenvolvidos a participarem das metas em prol do meio ambiente

Por: Leonardo Fernandes | 22 abril - 10:59

Em discurso na Cúpula dos Líderes sobre o Clima realizada nesta quinta-feira (22), o líder Xi Jinping mencionou que a China realizará um controle rigoroso da produção de carvão nos próximos cinco anos, e diminuirá a emissão de carbono durante o 15º Plano Quinquenal. O discurso do presidente chinês relembra os compromissos firmados em dezembro do ano passado, em reunião da ONU (Organização das Nações Unidas).

Segundo Xi Jinping, a China planeja atingir o pico de emissões antes de 2030, e zerá-las até o ano de 2060. O governante também mencionou a presença do país na Conferência da Biodiversidade, que tem previsão para ocorrer em Pequim ainda este ano.

O presidente da República Popular da China, Xi Jinping e o presidente Jair Bolsonaro, durante declaração à imprensa no Palácio do Itamaraty, em Brasília em 2019, na 11ª Reunião de Cúpula do Brics

O presidente da República Popular da China, Xi Jinping e o presidente Jair Bolsonaro, durante declaração à imprensa no Palácio do Itamaraty em 2019Foto: Agência Brasil/Divulgação

O governo chinês volta a cobrar países desenvolvidos presentes na Cúpula para participarem das metas estabelecidas, que visam combater as mudanças climáticas e restaurar o meio ambiente. A China realizou um anúncio de compromisso global com os Estados Unidos na semana passada, que também são responsáveis por boa parte da emissão de CO2 no planeta. “Precisamos levar em consideração o anseio das pessoas por uma vida melhor, e seguir o compromisso de equidade e justiça”, disse Xi Jinping.

O presidente Joe Biden formalizou nesta quinta a promessa dos EUA em diminuir a emissão de gases do efeito estufa, com planejamento feito até o ano de 2030.

Também é esperado que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, discurse sobre o desmatamento ilegal na Amazônia ainda hoje. A Cúpula do Clima terá dois encontros (dias 22 e 23), e ocorre de forma virtual com os 40 dirigentes convidados por Biden.

Leia mais notícias:

Bolsonaro falhou em não assumir responsabilidades para preservar vidas, afirma ativista Greta Thunberg

Salles discute com Anitta no Twitter, após cantora pedir saída do Ministro do Meio Ambiente

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você