Coreia do Norte rompe relações diplomáticas com a Malásia

O anúncio acaba com vínculo que foi estreito até o assassinato do meio-irmão do líder Kim Jong Un

Por: Marina Correa de Genaro | 19 março - 14:20

A Coreia do Norte informou nesta sexta-feira (19), o rompimento das relações diplomáticas com a Malásia, após extradição por este país de um norte-coreano para os Estados Unidos, segundo comunicado do ministério das Relações Exteriores divulgado pela agência oficial KCNA.

Segundo o texto, em 17 de março, as autoridades malaias “cometeram um crime imperdoável (…) entregando à força um cidadão inocente (da Coreia do Norte) aos Estados Unidos”.

Coreia do Norte

Foto: KCNA / EPA

O anúncio acaba com um vínculo que foi estreito até o assassinato do meio-irmão do líder norte-coreano Kim Jong Un em Kuala Lumpur há quatro anos.

A Malásia era um dos poucos Estados aliados deste país que possui armas nucleares, mas as relações sofreram um abalo quando Kim Jong Nam, meio-irmão de Kim Jong Un, morreu depois de ter seu rosto atingido por um agente neurotóxico no aeroporto de Kuela Lumpur.

O ministério norte-coreano anunciou a “ruptura total de suas relações diplomáticas com a Malásia”, devido a “este ato hostil” cometido contra Pyongyang “com submissão às pressões americanas.

A autoria do crime foi atribuída ao regime norte-coreano que nega a acusação.

LEIA MAIS:

Comunidade asiática nos EUA denuncia violência racial após massacre

Tanzânia tem pela primeira vez uma mulher presidente

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: