Coreia do norte realiza primeiro teste de mísseis durante o governo Biden

Lançamento foi realizado com projéteis de curto alcance, considerado dentro do 'normal' para os EUA

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 24 março - 13:11

De acordo com três autoridades norte-americanas, no último final de semana, a Coreia do Norte realizou seu primeiro teste de armas nucleares desde que Biden assumiu o cargo. Houve o lançamento de dois projéteis e foram classificadas pelo estado como uma “atitude pequena” dentro das ações provocativas que o regime poderia realizar. 

Segundo fontes, a Coreia do Norte lançou projéteis de curto alcance, ou seja, mísseis não balísticos, o que reforça a visão do governo americano que não se qualifica como uma violação grave.  

Foto: Reprodução

Os funcionários da administração americana minimizam a seriedade das ações da Coreia do Norte, mas eles reafirmaram que as forças dos Estados Unidos na região estão sempre preparadas e em alerta máximo. 

Geralmente, quando esses testes acontecem, o próprio governo norte-coreano  detecta  e avisa. Desta vez, o teste foi comunicado pelos funcionários dos EUA apenas dias depois.

Coreia do Norte rompe relações diplomáticas com a Malásia

De acordo com o representante da Casa Branca, entrevistado pela Reuters, o governo de Biden vai traçar um plano de ação sobre a Coreia do Norte e ouvirá o Japão e a Coreia do Norte, dois grandes inimigos do regime norte-coreano. 

Problemas na diplomacia 

Em 2018, durante o governo de Donald Trump houve uma tentativa falha de aproximação entre os dois países, ambas as partes não conseguiram seguir os acordos e a diplomacia se tornou um grande desafio.

A irmã de Kim Jong-un, já advertiu os Estados Unidos a não “espalharem cheiro de pólvora” na península coreana. E a Coreia do Norte já afirmou que irá ignorar qualquer tentativa de contato dos EUA, enquanto Washington não abandonar a chamada por Kim de “política  hostil”.  

LEIA MAIS

Biden avalia proibição de armas de assalto, após tiroteio matar 10 pessoas no Colorado

Putin pede negociações abertas com Biden após declaração do presidente norte americano

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você