Contra recorde de Covid-19 e falta de oxigênio, países oferecem ajuda à Índia

Esse é o quinto dia consecutivo que a Índia registra mais de 300 mil casos de Covid-19

Por: Marina Correa de Genaro | 26 abril - 14:08

Nesta segunda-feira (26), a Índia registrou 352.991 novos casos de Covid-19, aumentando seu total para mais de 17,3 milhões de infecções de acordo com o Ministério da Saúde indiano.

O número de mortos no país também está crescendo rapidamente, com 2.812 mortes registradas nesta segunda.

Foto: Reprodução/Twitter

 

Este é o quinto dia consecutivo em que a Índia possui mais de 300 mil casos por dia e supera o recorde global de novas contaminações.

Enquanto ela luta contra uma segunda onda devastadora da doença, os esforços internacionais para ajudar a enfrentar a crise estão se acelerando, com a Grã-Bretanha e os Estados Unidos prometendo fornecer ajuda e suprimentos médicos muito necessários.

Nas últimas duas semanas, as instalações médicas têm ficado sem oxigênio e leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão lotados, com pacientes deixados fora dos hospitais esperando por atendimento.

A situação é particularmente complicada na capital Nova Delhi, que está em lockdown até 3 de maio. A cidade está enfrentando uma grave escassez de oxigênio. Vários hospitais tuitaram pedidos de socorro no fim de semana, apelando por suprimentos de oxigênio.

Ajuda

A administração de Biden e o Departamento de Defesa dos EUA irão distribuir suprimentos e suporte para a Índia, incluindo o envio de ventiladores, material de proteção individual, kits de teste de diagnóstico rápido e terapêutica, conforme relatou a Casa Branca e altos funcionários do governo.

“Os Estados Unidos também estão buscando opções para fornecer geração de oxigênio e suprimentos relacionados em caráter urgente”, de acordo com os registros de ligação entre os consultores de segurança nacional dos dois países.

O Reino Unido também está enviando 600 equipamentos médicos para a Índia, incluindo concentradores de oxigênio e ventiladores, conforme anunciou o governo no domingo. A primeira remessa deve chegar a Nova Delhi na terça-feira (27).

Já o vizinho Paquistão anunciou que forneceria “ajuda humanitária” em um “gesto de solidariedade”, de acordo com um comunicado do Ministério das Relações Exteriores do país.

O Paquistão está se oferecendo para enviar ventiladores, material de proteção individual e outros tipos de assistência médica.

“Quero expressar nossa solidariedade ao povo da Índia enquanto luta contra uma onda perigosa de Covid-19”, disse o primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, em um comunicado publicado no sábado. “Nossas orações por uma recuperação rápida vão a todos aqueles que sofrem com a pandemia”, disse Khan.

Microsoft e Google também ofereceram apoio à Índia, incluindo financiamento para suprimentos médicos, como dispositivos de concentração de oxigênio.

LEIA MAIS

Queiroga diz que Brasil está negociando compra de vacinas de fabricante chinês

São Paulo: Manifestação de moradores de ocupação bloqueia Marginal Tietê e Ponte dos Remédios

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você