Confrontos na fronteira entre Venezuela e Colômbia deixam 2 mortos e 32 pessoas detidas

Maduro afirma que seu governo terá tolerância zero com grupos armados

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 22 março - 17:21

Foram registrados neste domingo (21) a morte de dois militares venezuelanos e a detenção de 32 colombianos na fronteira entre os dois países. Segundo a Força Armada da Venezuela os confrontos com grupos de venezuelanos armados aconteceram no setor de La Coromoto. O resultado foi o “lamentável falecimento” de um major e um tenente, além de várias pessoas terem ficado feridas. Também foram apreendidos explosivos, armamento, munições e drogas

Maduro confirmou os acontecimentos no domingo na TV estatal e afirmou que seu governo terá “tolerância zero com grupos armados que venham da Colômbia no território venezuelano” .   

Nicolas Maduro discursando

Foto: Reprodução/ flickr

As autoridades colombianas disseram que o confronto deixou vários feridos e ocasionou o deslocamento de uma família para o departamento vizinho colombiano de Arauca. De acordo com o prefeito de Arauqita, outras oito famílias solicitaram apoio de órgãos de socorro colombiano. 

A relação entre Venezuela e Colômbia

A Colômbia e a Venezuela não possuem laços diplomáticos, desde que Bogotá (capital da Colômbia) reconheceu Juan Guaidó como presidente interino do país, em janeiro de 2019.

O presidente colombiano também acusa constantemente Maduro de abrigar em território venezuelano os guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN). 

LEIA MAIS

Maduro declara duas semanas de quarentena para conter variante de Manaus no país

Chile implementa quarentena em hotel para quem chegar do Brasil

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: