Após lockdown e vacinação rápida, Israel não registra mortes por Covid-19 pela 1ª vez em 10 meses

Na quinta (22), o país atingiu a marca de 5 milhões de pessoas vacinadas com as duas doses, o correspondente a 52% dos 9 milhões de habitantes

Por: Marina Correa de Genaro | 24 abril - 15:41

Depois de adotar uma estratégia de vacinação acelerada e lockdown rigoroso, Israel não registrou novas mortes por Covid-19 em um período de 24 horas pela primeira vez em 10 meses.

A última vez que o país relatou zero mortes por Covid-19 foi no final de junho de 2020, depois de outro lockdown que conteve o avanço da primeira onda de infecções. De acordo com o Ministério da Saúde Israelense, ao longo da pandemia, 6.346 pessoas morreram.

Vacina Covid-19 Israel

Foto: Ariel Schalit/AP

A doença diminuiu após atingir seu pico em janeiro deste ano. Um mês depois, o governo israelense começou a flexibilizar as restrições à medida que as vacinações seguiam de forma mais ampla.

Israel tem a maior taxa de vacinação do mundo. Na quinta-feira (22), o país atingiu a marca de cinco milhões de pessoas vacinadas com as duas doses, correspondendo a 52% dos nove milhões de habitantes.

Em fevereiro, o Ministério da Saúde de Israel disse que estudos revelaram que o risco de doenças causadas pelo vírus caiu 95,8% entre as pessoas que receberam as duas doses dessa vacina.

O país está se preparando para começar a vacinar crianças de 12 a 15 anos assim que órgãos reguladores aprovarem o uso da vacina para pessoas nessa faixa etária.

LEIA MAIS

Itália registra 322 mortes por covid-19 neste sábado (24)

Após encontrarem destroços, militares anunciam que submarino indonésio desaparecido naufragou

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você