Agência de saúde dos EUA questiona dados da AstraZeneca

Após divulgação de dados da farmacêutica, agência diz que podem ter sido usadas “informações desatualizadas”

Por: Bianca Antunes | 23 março - 15:01

De acordo com a agência de saúde dos Estados Unidos, a AstraZeneca pode ter usado “informações desatualizadas” nos resultados de um teste de sua vacina contra covid-19.

A declaração da agência, nesta terça-feira (23), provocou dúvidas sobre a vacina que ainda não tem autorização para uso em solo norte-americano.

Foto: Agência Saúde DF/Divulgação

Os questionamentos vieram após a divulgação de dados provisórios da farmacêutica, que mostraram resultados melhores do que o esperado do teste norte-americano. Assim, o Comitê de Monitoramento de Dados de Segurança (DSMB) “expressou o receio de que a AstraZeneca possa ter incluído informações desatualizadas daquele teste, o que pode ter fornecido uma visão incompleta dos dados de eficácia”, disse o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (Niaid) em comunicado divulgado.

Resultados da Astrazeneca

A vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AztraZeneca, mostrou 79% de eficácia contra casos sintomáticos da doença, e 100% contra casos graves e que necessitam hospitalização.

Os dados mostram que o imunizante reduziu em 79% o número de casos sintomáticos, que aconteceriam se as pessoas não tivessem tomado a vacina. Também significa que conseguiu evitar 100% dos casos graves do vírus, além de hospitalizações.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Anvisa altera bula de vacina da AstraZeneca e inclui novas reações adversas

Países europeus voltam a usar vacina AstraZeneca/Oxford

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você