Indústria do Brasil tem queda inesperada em fevereiro e interrompe 9 meses de ganhos

Produção da indústria registrou queda de 0,7% em comparação com o mês de janeiro, contra ganho de 0,4% esperado

Por: Sophia Bernardes | 01 abril - 12:26

Em meio à piora da pandemia e as restrições cada vez mais rigorosas, a indústria brasileira registrou queda inesperada em fevereiro e interrompeu nove meses de bons resultados, sob o peso das perdas na produção de veículos automotores e indústrias extrativas.

No mês de fevereiro, a produção da indústria registrou queda de 0,7% em comparação com o mês de janeiro, contra ganho de 0,4% esperado.

Funcionária operando em indústria

Foto: José Paulo Lacerda/Agência Brasil

O resultado foi divulgado hoje (1) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) foi interrompido 9 meses de ganho, período em que a produção acumulou alta de 41,9%.

Este setor está com 13,6% abaixo do recorde alcançado em maio de 2011 e 2,8% acima do nível marcado na pré-pandemia, em fevereiro de 2020.

Em comparação com o mês de fevereiro de 2020, a produção elevou 0,4%, mas ainda assim o índice está abaixo da expectativa de ganho.

Após perdas significativas registradas entre março e abril do ano passado devido às medidas de restrição severas para conter a Covid-19, a indústria entrou em um ritmo de recuperação.

Visto que as medidas de restrição estão cada vez mais severas, com recordes seguidos de mortes e medidas mais duras de isolamentos adotadas em muitas localidades, o cenário está ameaçado outra vez.

Os maiores índices negativos em fevereiro, foram as atividades de veículos automotivos, reboques e carrocerias com registro de -7,2%, também das indústrias extrativas com -4,7%.

O setor industrial, nesse momento, depende da melhora do mercado de trabalho, bem como do cenário inflacionário e da retomada do auxílio emergencial, que ajudou na recuperação do setor no ano passado.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Variante identificada em Sorocaba pode ter origem local, diz governo de SP

Banco Mundial alerta que a pandemia vai afetar a economia do Brasil ainda no 1º semestre

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: