Escolas particulares em SP usam aval de merenda para reabrir

No decreto da prefeitura, escolas públicas e particulares podem reabrir, caso os os responsáveis manifestem a necessidade do aluno realizar as refeições no colégio

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 06 abril - 16:42

Nesta segunda-feira (5) escolas particulares de educação infantil reabriram na capital paulista, mesmo após a prefeitura da cidade ter mantido a suspensão das atividades escolares presenciais nesta semana. Segundo dados do sindicato que representa essas unidades, cerca de 300 escolas abriram para fornecer merenda aos estudantes.

Justiça proíbe convocação de professores para aulas presenciais

Eliomar Pereira, presidente do Semeei (Sindicato dos Estabelecimentos Mantenedores de Escola de Educação Infantil no Município de SP), afirmou que a abertura das Instituições para as refeições está amparada no decreto da própria Prefeitura, que estipulou o retorno das aulas no dia 12 de abril – caso a fase emergencial não seja prorrogada no estado.

Foto: Divulgação/Pixabay

O Semeei orienta as instituições particulares a abrirem nestes moldes, se os pais manifestarem a necessidade do filho receber as refeições no colégio. Segundo Pereira, “[O decreto] não fala que é só na rede pública, mas que a escola poderá atender os alunos que precisem de refeição.” 

Com mais de 700 escolas filiadas, o sindicato organizou um modelo de documento que as escolas devem enviar aos responsáveis do menor para que manifestem a necessidade de alimentação. Geralmente os alunos, são filhos de pessoas na linha de frente da Saúde no combate a pandemia que precisam de assistência. 

Secretária Municipal de Educação

Em nota, a SME (Secretaria Municipal de Educação) informou que “durante a fase emergencial, as escolas particulares, assim como as estaduais, podem abrir para fornecimento de alimentação para os estudantes, seguindo as recomendações e regras do Plano São Paulo.”

LEIA MAIS

Justiça derruba liminar que proibia aulas presenciais e convocação de professores

Covas afirma que não há previsão de retorno das aulas presencias na cidade de SP

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você