Aprendizagem perdida pelos alunos na pandemia pode levar até 11 anos para ser recuperada, diz governo de São Paulo

A perda de aprendizagem é maior no início do ensino fundamental, com alunos mais novos

Por: Bianca Antunes | 27 abril - 14:43

Hoje, um aluno de 10 anos da rede estadual de ensino tem desempenho matemático pior do que ele mesmo tinha quando. Isso significa que estudantes perderam habilidades que já haviam adquirido por conta da pandemia.

O governo de São Paulo estima que levará 11 anos para recuperar a aprendizagem perdida em matemática nos primeiros anos do ensino fundamental. Os dados sobre o desempenho dos estudantes foram divulgados pelo secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, nesta terça-feira (27).

Foto: Divulgação/Pixabay

Os estudantes passaram por avaliações amostrais semelhantes ao Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), e assim, foi possível comparar os resultados obtidos com as avaliações anteriores, disse o secretário.

A perda de aprendizagem é maior no início do ensino fundamental, com alunos mais novos. Além disso, a maior falha vista foi em matemática. “Além de não aprender novas coisas, o aluno não consolidou o que tinha aprendido”, explica Rossieli.

A avaliação foi aplicada justamente para medir os impactos da pandemia na rede de ensino paulista. As provas tiveram questões de matemática e língua portuguesa e foram realizadas no início deste ano com cerca de 21 mil alunos do 5º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio da rede estadual de São Paulo.

LEIA TAMBÉM:

Especialistas demonstram preocupação com a retomada das aulas presenciais

Prefeitura de São Paulo tem dez dias para entregar tablets a alunos da rede municipal

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você