Setores de comércios e serviços paulistanos já fecharam quase 50 mil vagas na pandemia

Os dados foram obtidos pela PESP (Pesquisa do Emprego no Estado de São Paulo), da Fecomercio-SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo).

Por: Aline Bueno Silvestre | 12 abril - 22:10

De acordo com dados da PESP (Pesquisa do Emprego no Estado de São Paulo), da Fecomercio-SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), os setores de comércio e serviços de São Paulo já fecharam 47,6 mil vagas.

As vagas eram de carteira assinada e o período em análise é entre março de 2020 e fevereiro de 2021. 

Comércios e serviços já fecharam 50 mil vagas em São Paulo na pandemia

Foto: Arquivo/Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Segundo ranking com 100 países, Brasil deve ter a 14ª maior taxa de desemprego do mundo em 2021

Os cortes foram influenciados principalmente pelas medidas de restrições adotadas nas cidades, que tiveram que ser fechadas para conter a pandemia da Covid-19.

A atividade mais atingida em serviços, com mais pontos formais destruídos foi alojamento e alimentação, com quase 104,6 mil vagas. Além disso, a maioria dos 41,5 mil empregos a menos em São Paulo foi na capital paulista, com 29.801 vagas zeradas.

Em comércio, a parte mais atingida foram os estabelecimentos de reparação e venda de carros, com 7.837 pontos formais destruídos.

*Com informações do R7.

LEIA MAIS:

Em entrevista à CNN, Bolsonaro faz críticas ao indicador de desemprego do IBGE

Desemprego atinge recorde de 14,3 milhões de pessoas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você