Preço de cesta de Páscoa sobe quase 30%

A alta dos preços da cesta ficou acima do IPCA

Por: Bianca Antunes | 01 abril - 16:50

A inflação da chamada cesta de Páscoa, que contém os alimentos presentes na ceia tradicional, saiu de 0,56% ano passado para 29,17% no mesmo período deste ano, segundo dados da FGV (Fundação Getulio Vargas).

A alta dos preços da cesta ficou muito acima do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que ficou em 5,74% até março deste ano. No total, 12 dos 14 itens da cesta tiveram alta.

Foto: Divulgação/Pixabay

Um dos itens com a maior alta é o arroz, que saiu de 9,63% na Páscoa do ano passado para uma alta de 60,79% neste ano. A cebola tinha uma queda de 15,86% em 2020 e passou para uma alta de 50,9% em 2021. A batata também tinha queda de 28,93% e agora tem avanço de 27,82%.

O ovo e o bacalhau foram os únicos que desaceleraram no período. Os ovos saíram de uma alta de 17,38% para 12,05%, enquanto o bacalhau saiu de 13,35% para 7,28%.

Ovos de páscoa na pandemia

O setor de chocolates produziu 757 mil toneladas em 2020, se mantendo quase estável em relação ao ano anterior (0,05%), segundo levantamento da Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas).

Ainda é previsto 11.665 contratações temporárias para atender à demanda do período neste ano, que teve aumento de 4,8% em relação a 2020. Ao todo, o Brasil exportou 29,6 mil toneladas chocolates para 145 países, correspondendo a um valor total de US$ 100,6 milhões (R$ 579,9 milhões).

*Com informações da Folha de S. Paulo

LEIA TAMBÉM:

Fiocruz lança cartilha de prevenção ao Covid-19 na Páscoa

Comércio deve ter a pior Páscoa desde 2008, segundo CNC

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: