Neste domingo (18) mais de 2,43 milhões recebem novo auxílio emergencial

Receberão o auxílio aqueles nascidos no mês de junho; crédito poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 18 abril - 12:49

Neste domingo (18) será depositada a primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial para 2,43 milhões de beneficiários do programa nascidos no mês de junho. O saque em dinheiro para o grupo só poderá ser realizado a partir do dia 7 de maio

Até que seja liberada a retirada do dinheiro, o valor pode ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem. Pelo sistema, é possível pagar boletos, comprar pela internet e pelas maquininhas de estabelecimentos comerciais. 

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O calendário dos novos pagamentos da ajuda emergencial é dividido em quatro ciclos, de créditos e saques. Os depósitos da primeira parcela seguem até o dia 30 de abril, quando o benefício começa a ser disponibilizado para os nascidos em dezembro. De acordo com o calendário habitual do programa assistencial, os beneficiários do programa Bolsa Família, começaram a receber a nova rodada do auxílio emergencial no dia 16 de abril.

A nova rodada terá ao total quatro parcelas, de abril até junho, com valor médio de R$ 250. Mulheres chefes de família receberão R$ 375 e para pessoas que vivem sozinhas o valor é de R$ 150. No total são 45,6 milhões de pessoas que receberão o benefício.

Governo enviará duas SMS solicitando a devolução do Auxílio Emergencial nos casos que apresentarem irregularidades

Desde o início do mês de abril, pessoas que se inscreveram pelos meios digitais da Caixa e os integrantes do cadastro único do governo federal podem conferir se têm direito a receber o benefício pelo site. Entretanto, para quem teve seu cadastro negado no dia 2 de abril, o prazo para contestar a decisão terminou no dia 12. 

O auxílio emergencial em 2021, alcança menos pessoas do que no ano passado e oferece valor menor nas parcelas e a nova rodada de pagamentos, não aceita novos cadastros para quem ficou de fora do programa em 2020, mas agora precisaria de ajuda. Só estão incluídos no grupo de beneficiários, aqueles que já estavam cadastrados pelo Cadastro único, pelo aplicativo Caixa ou Bolsa Família.

LEIA MAIS

As bases para apuração de quem receberá o auxílio emergencial foram ampliadas para reconhecer fraudes, veja o que mudou:

Ministério da Economia pediu para adiar a discussão no Senado de lei que cria auxílio de 2 mil a bares e restaurantes

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você