INSS pode conceder auxílio-doença sem perícia até o fim do ano

Área técnica está aguardando a sanção de Bolsonaro

Por: Bianca Antunes | 17 março - 13:55

O Congresso Nacional autorizou o INSS a conceder o benefício de auxílio-doença por meio de análise de documentos, sem a perícia presencial. A medida valeria até o fim de 2021 e seria implementada como alternativa às grandes filas de perícia médica.

A ideia é estabelecer a nova regra para casos mais simples e de fácil comprovação. Assim, apenas documentos complementares seriam necessários, como exames e atestados médicos.

Foto: Divulgação/Agência Brasil

Essa autorização foi aprovada em MP (medida provisória) na semana passada. Agora é esperada a aprovação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Sendo assim, a possibilidade de veto não está completamente descartada.

Filas do INSS

Atualmente, há mais de 709 mil agendamentos de perícia médica no INSS. O número de perícias realizadas diariamente são aproximadamente 20 mil por dia. Assim, a fila continua crescendo cada dia mais, sem qualquer visão de redução. São 592 unidades de perícia aptas a realizar o serviço.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

STJ nega recurso de Flávio Bolsonaro caso das rachadinhas

Senado prorroga até o final de 2021 uso de fundos para combate à pandemia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você