Empresas de turismo pedem ao governo atenção para crise no setor

Segundo a presidente Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Magda Massar, o apoio financeiro que já existe é muitas vezes insuficiente

Por: Caroline Ripani | 26 março - 15:30

Nesta sexta-feira (26), representantes de empresas nacionais de turismo e eventos, solicitaram ao governo atenção especial para o setor, que devido à pandemia, precisou interromper as atividades.

O pedido foi feito em videoconferência promovida pela Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, e colocou as empresas do setor em contato com o Ministério da Economia, e com bancos federais.

Pessoas passeando em praia no Rio de Janeiro

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Segundo Magda Massar, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), o faturamento do setor de turismo, que havia caído cerca de 60% em 2020, em razão da pandemia, este ano está perto de zero.

Apesar de já existirem ações que oferecem ajuda ao setor, como o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), representantes do governo e dos bancos federais, ressaltaram a dificuldade em fazer empréstimos a um setor que não oferece, neste momento, garantia de pagamento.

Apesar de reconhecer a importância do Pronampe, Massar declarou que na maioria das vezes o apoio é insuficiente, e que o setor, que se encontra parado, deve ser compensado.

Ao término da reunião, a Comissão de Turismo pediu ao governo que as reivindicações feitas sejam “bem acolhidas e estudadas”.

*Com informações da Agência Câmara.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Argentina suspende voos do Brasil, Chile e México

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você