Dificuldade no Orçamento trava 1ª parcela do 13° a aposentados

Antecipação atrelada à aprovação do Orçamento da União agora aguarda a sanção do texto para pagamento

Por: Marina Correa de Genaro | 10 abril - 13:07

A antecipação do 13° salário de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode começar a ser paga em maio, não mais em abril, como ano passado. O impasse na sanção do Orçamento da União travou a liberação da primeira parcela.

Foi afirmado nesta sexta-feira (9), pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que as medidas adicionais de apoio ao setor produtivo para o enfrentamento dos efeitos da pandemia deverão ser lançadas, mas com responsabilidade fiscal.

Previdência social

Foto: Jeso Carneiro

A previsão inicial era que o pagamento deveria ser liberado assim que o Orçamento fosse aprovado pelo Congresso Nacional, porém, o texto foi aprovado em março com atraso e sem receitas suficientes para despesas obrigatórias, como aposentadorias, após parlamentares terem direcionado verbas para emendas.

O Orçamento precisa ser sancionado até 22 de abril, pelo presidente Jair Bolsonaro.

A antecipação da parcela natalina deve sofrer atraso e ficar para os meses de maio (1° parcela) e junho (2ª parcela).

LEIA MAIS

Guedes afirma sobre Orçamento: “Que deve ter tido erro na equipe econômica? Sim, certamente” e critica Ministro

Lula em entrevista no canal O É da Coisa Especial: “O milagre do meu governo foi colocar o pobre no Orçamento”

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: