Desemprego atinge recorde de 14,3 milhões de pessoas

A maior alta de ocupados foi puxada pelos trabalhadores informais

Por: Bianca Antunes | 31 março - 13:31

No trimestre encerrado em janeiro, o desemprego ficou em 14,2% no Brasil, segundo divulgação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa é a maior taxa já registrada no período.

O número de pessoas desempregadas ficou estimado em 14,3 milhões. No levantamento anterior, a taxa de desemprego ficou em 13,9%, com 13,9 milhões de desempregados no país.

Foto: Divulgação/Agência Brasil

“Embora a taxa de desocupação tenha ficado estável em 14,2% frente ao trimestre anterior, é a mais alta para um trimestre até janeiro”, destacou o IBGE.

Em um ano, houve alta de 19,8% no número de desocupados no país, cerca de 2,4 milhões de pessoas a mais. O nível de ocupação ficou em 48,7%, ou seja, menos da metade da população em idade para trabalhador.

Trabalho informal

Ainda segundo o IBGE, a maior parte do aumento na ocupação veio do trabalho informal. O número de empregados sem carteira subiu 3,6% em relação ao trimestre anterior, aumento de 339 mil pessoas.

O contingente de trabalhadores por conta própria sem CNPJ aumentou 4,8% no mesmo período, totalizando 826 mil a mais. Além disso, os trabalhadores domésticos sem carteira somaram 3,6 milhões de pessoas, com crescimento de 5,2%.

Assim, a taxa de informalidade ficou em 39,7% da população ocupada, reunindo o total de 34,1 milhões de trabalhadores.

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você