Custos do governo federal cresceram 16% em 2020 devido pandemia

Sem Ministério da Saúde, gastos de funcionamento teriam caído 10%

Por: Marina Correa de Genaro | 06 abril - 15:18

O Tesouro Nacional divulgou nesta terça-feira (6) que devido a pandemia de Covid-19, os custos do governo federal totalizaram R$ 2,64 trilhões e aumentaram 16% em 2020.

O indicador mede os gastos dos Três Poderes da União e do Ministério Público Federal com mão de obra, funcionamento, insumos, gastos financeiros, desvalorização de patrimônio e repartição de receitas com estados, municípios e organizações da sociedade.

Dinheiro

Foto: Fabio Tadeu Rocchi

Os principais componentes que elevaram os custos foram o auxílio emergencial e o programa de proteção ao emprego, que fizeram o item de gastos financeiros crescer em 19% em 2020, e as compras de equipamentos para enfrentar a pandemia, que elevaram os custos em 17%.

De acordo com o Tesouro Nacional, os itens que contribuíram para o aumento dos gastos do Ministério da Saúde foram materiais farmacológicos, materiais reagentes para diagnóstico clínico e materiais de assepsia e equipamentos de proteção individual para ação preventiva contra a Covid-19.

Sem o Ministério da Saúde, os custos de funcionamento teriam caído 10% para o Poder Executivo.

Tesouro Nacional

O Tesouro Nacional é uma secretaria do Governo Federal, responsável por administrar os recursos financeiros que entram nos cofres públicos, ou seja, é o caixa-forte do Brasil.

LEIA MAIS

Governo federal vai receber auxílio da OPAS na compra de “kits de intubação”

Novo ministro da Justiça decide trocar comandos da PRF e da PF

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você