Auxílio emergencial para nascidos em agosto começa a ser pago nesta quinta-feira

Primeira parcela varia entre R$150 a R$375; o pagamento será enviado na conta digital do Caixa Tem

Por: Leonardo Fernandes | 22 abril - 07:03

Nesta quinta-feira (22), a Caixa Econômica Federal fará o depósito da primeira parcela do auxílio emergencial para os beneficiários nascidos em agosto. O pagamento caíra nas contas digitais da Caixa, e ficará disponível para compras e pagamentos de conta pelo app Caixa Tem. O saque, contudo, só estará disponível a partir do dia 11 de maio para todos os que receberam esta parte do benefício.

Ao todo, serão quatro parcelas do auxílio, e as primeiras estão sendo pagas ao longo do mês de abril. O último grupo a receber será o de beneficiados nascidos no mês de dezembro, no dia 29. Como visto, o calendário da pagamento segue a ordem do mês de nascimento dos inscritos. Para conferir o calendário completo, clique aqui. Os inscritos no Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 4 também recebem hoje.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Quem tem direito ao auxílio emergencial?

O auxílio deste ano está mais restrito que na edição de 2020. Agora, os valores variam entre R$150, R$250 e R$375 reais. Para receber o dinheiro, a pessoa beneficiada deve estar dentro de uma das quatro situações abaixo:

  • ter recebido o auxílio emergencial em 2020
  • ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família (consulta a partir de 14 de abril)
  • ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300)
  • ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550)

O valor de cada parcela varia de acordo com a situação de cada beneficiado. No caso, são três que constam no programa:

  • Pessoas que moram sozinhas: R$ 150
  • Famílias com mais de uma pessoa, não chefiadas por mulheres: R$ 250
  • Famílias chefiadas por mulheres: R$ 375

Ao todo, 45,6 milhões de brasileiro serão beneficiados pelas novas parcelas do auxílio emergencial. Só irá receber o novo auxílio aqueles que já receberam no ano passado, na primeira edição do programa. A pessoa já deve estar inscrita nos cadastros públicos anteriormente.

Em relação ao Bolsa Família, o pagamento é feito de forma diferente, levando em conta o dígito final do NIS (Número de Inscrição Social), e começou a ser enviado no dia 16 de abril. Além disso, o pagamento do auxílio emergencial é feito quando o valor for superior ao já recebido pela pessoa no programa governamental.

Na quinta-feira (15), o governo antecipou o pagamento das parcelas em 15 dias.

Leia mais notícias:

Para a maior parte dos beneficiários, 75% do auxílio emergencial é destinado a compra de alimentos

Especialista faz alerta para apps falsos do Auxílio Emergencial na PlayStore

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você