Abono salarial previsto para o segundo semestre será pago apenas em 2022

Pagamento acontecia entre julho do ano corrente e junho do seguinte

Por: Maria de Toledo Leite | 24 março - 18:16

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) modificou o calendário e decidiu que os pagamentos do abono salarial previstos para o segundo semestre de 2021 vão acontecer apenas em 2022.

Normalmente, os pagamentos do abono salarial eram feitos entre julho de um ano e junho do seguinte. A mudança ocorreu, porque, segundo o Ministério da Economia, a Controladoria-Geral da União (CGU) apontou uma necessidade de fazer todos os pagamentos no mesmo ano, por causa de problemas com restos a pagar. Então, a opção foi começar em 2022.

Paulo Guedes de máscara e apontando para a câmera

Foto: Marcos Corrêa/PR

O governo enfrenta grande dificuldade econômica e essa mudança irá poupar R$ 7,45 bilhões em despesas neste ano. Nesta terça-feira, o governo revelou que teria de bloquear R$ 17,5 bilhões em despesas não obrigatórias dos ministérios até o final desse ano, com a economia dos R$ 7,45 bilhões, o bloqueio dessas despesas pode ser menor.

Abono salarial

O abono salarial é aplicável para quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais, tem carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias, no ano anterior ao pagamento. Além disso, só quem trabalhou os 12 meses do ano anterior pode receber o valor total.

Também é preciso estar inscrito no PIS-Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor do pagamento pode chegar ao valor de até um salário mínimo, mas depende com a quantidade de meses trabalhados pelo beneficiário.

Codefat

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador é formado por representantes do governo, dos trabalhadores e dos patrões.

Anualmente, o Codefat recebe cerca de 23 milhões de trabalhadores, mas se o formato tradicional fosse mantido, só uma parte dos beneficiários teria direito aos recursos no segundo semestre deste ano.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Em 2020, auxílio emergencial pagou R$ 293,1 bilhões a quase 68 milhões de pessoas

Queiroga anuncia secretaria de combate à covid-19 e planeja vacina 1 milhão de pessoas por dia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você