A partir de maio, Petrobras irá subir o preço de gás natural para distribuidoras em 39%

De acordo com a estatal, o petróleo acumulou alta de 38% entre janeiro e março

Por: Marina Correa de Genaro | 05 abril - 14:25

A Petrobras divulgou nesta segunda-feira (5), que a partir de 1° de maio vai elevar os preços de venda de gás natural para as distribuidoras. A alta será de 39% em relação ao último trimestre.

Segundo a estatal, o aumento no valor em reais por metro cúbico, se deve à aplicação de fórmulas dos contratos de fornecimento que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio e preveem reajustes trimestrais.

Logo da Petrobras

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

As atualizações dos preços do gás natural ocorrem a cada três meses, diferente dos preços de outros combustíveis, como diesel, GLP e gasolina. O petróleo acumulou alta de 38% entre janeiro e março, meses que são referência para o atual reajuste.

Foi ressaltado pela Petrobras que “o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras e pelos tributos federais e estaduais”.

Na última sexta-feira (2), foi divulgado também o aumento em 5% no Gás Liquefeito de Petróleo, conhecido como gás de cozinha. De acordo com a empresa, a alta também reflete as movimentações da cotação internacional do petróleo.

LEIA MAIS:

Guedes afirma sobre os presidentes das Estatais Petrobras e Banco do Brasil: “[Bolsonaro] não estava satisfeito.”.

Petrobras reduz preço de gasolina e diesel nas refinarias em R$ 0,11 por litro

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: