YouTube remove vídeo de Bolsonaro com defesa de tratamento sem eficácia contra a Covid-19

O vídeo trata-se de uma live transmitida ao público dia 14 de janeiro, período em que Manaus vivia um colapso do sistema de saúde pelo aumento de casos de Covid-19

Por: Sophia Bernardes | 20 abril - 12:53

Nesta segunda-feira (19), o YouTube pela primeira vez removeu um vídeo do canal do presidente Jair Bolsonaro na plataforma por violar suas regras ao difundir incorreta sobre a Covid-19. O vídeo trata-se de uma live transmitida ao público dia 14 de janeiro, período em que Manaus vivia um colapso do sistema de saúde pelo aumento de casos de Covid-19.

Bolsonaro aparece ao lado do Ministro da Saúde, hoje ex-Ministro, Eduardo Pazuello, ao longo do vídeo defendeu diversas vezes o “tratamento precoce contra a Covid-19”, apesar de autoridades de saúde e especialistas apontarem que não existe tratamento precoce contra a doença.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em um determinado momento, o presidente chega a afirmar que o uso de hidroxicloroquina, azitromicina, ivermectina e zinco “deu certo” para reduzir os óbitos. Não há estudos que comprovem a eficácias desses remédios até o momento.

Durante o vídeo, o presidente questiona o uso da máscara e medidas de isolamento social – ambas são recomendadas por especialistas para evitar a disseminação do vírus. O mesmo vídeo segue no ar em outras plataforma, como no Facebook.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Congresso rejeitou vetos de Bolsonaro no pacote anticrime, veja o que volta ao texto da Lei:

Câmara convoca ministro da Controladoria para esclarecer gastos de R$ 2,4 milhões com férias de Bolsonaro

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você