Vereadora irá pedir afastamento imediato de Dr. Jairinho após morte do menino Henry

Teresa Bergher, também membro do Conselho de Ética, quer que Jairinho saia de seu cargo na Câmara

Por: Leonardo Fernandes | 08 abril - 09:16

Teresa Bergher, vereadora e membro do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, disse que pedirá o afastamento do vereador Dr. Jairinho (Solidariedade) do cargo no conselho nesta quarta-feira (8). Dr. Jairinho foi preso na manhã de hoje, junto da namorada Monique Medeiros, por suspeita de envolvimento direto no assassinato do garoto Henry Borel.

Nas palavras de Teresa, o médico deve ser afastado imediatamente. “Pela imagem da casa, pela credibilidade de cada um dos vereadores e por respeito a esta criança, vítima de um cruel assassinato”, disse. O conselho se reunirá às 18h, para decidir sobre o espaço que Jairinho ocupa na Câmara desde o dia 11 de março.

Doutor Jairinho, usando máscara e com um microfone na mão.

Foto do Dr. Jairinho, preso por suspeita de assassinar o menino Henry Borel. De acordo com investigação, o vereador já tinha histórico de agressões contra o menino. Foto: Flávio Marroso/CMRJ

O vereador e Monique Medeiros receberam prisão preventiva de 30 dias. A Polícia Civil descobriu que Monique, mãe de Henry, sabia sobre as agressões de Jairinho contra o menino.

Os dois foram acusados de homicídio duplamente qualificado. Em comunicado feito pela defesa do engenheiro Leniel Borel, pai de Henry, “Leniel não tem condições de falar (agora), ele está chorando bastante. Daqui a pouco, a gente vai se pronunciar”.

Leia mais:

Polícia apreende celular usado por Henry Borel

João Doria: Polícia Civil de SP tem 23 inquéritos sobre ameaças ao governador

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você