Projeto para dar nome de Henry a escola da rede pública do RJ é protocolado na Alerj

Deputada diz que essa é ‘uma forma de lembrar que tragédias como essa jamais deveriam acontecer em nossa sociedade’

Por: Marina Correa de Genaro | 28 abril - 16:18

A deputada Martha Rocha (PDT) realizou um projeto de lei para dar o nome “Henry Borel Medeiros – menino Henry”, a uma escola pública da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro.

O projeto foi protocolado na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) na terça-feira (27) e publicado nesta quarta-feira (28) no Diário Oficial do governo do estado do Rio.

deputada Martha Rocha

Foto: Thiago Lontra/Alerj

“Henry era uma criança cheia de vida, que a teve ceifada de forma prematura. Como forma de lembrar que tragédias como essa jamais deveriam acontecer em nossa sociedade, melhor forma não há do que homenagear o menino Henry dando o seu nome a uma escola pública da rede pública estadual de ensino”, explica a autora do projeto.

O pedido irá passar pelas comissões de Constituição e Justiça, de Educação e de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso. Depois, segue para o plenário para ser votado.

Caso seja aprovado, irá para o governador em exercício, Cláudio Castro, que terá 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

Caso Henry

Henry morreu na madrugada do dia 8 de março. Ele estava no apartamento da mãe, Monique Medeiros, e do padrasto, o vereador Dr. Jairinho, quando foi levado por eles ao hospital, onde já chegou sem vida.

O casal foi preso no dia 8 de abril por suspeita de homicídio duplamente qualificado.

Eles alegam inocência e afirmam que houve um acidente, mas laudos descartam a hipótese.

LEIA MAIS

Caso Henry: Câmara do Rio aprova início de processo de cassação do vereador Dr. Jairinho

Novo programa social voltado a trabalhadores informais deve ser lançado pelo governo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você