Polícia diz que vai ouvir pai de Henry novamente

A data da nova declaração ainda não foi marcada

Por: Bianca Antunes | 06 abril - 15:29

O delegado Henrique Damasceno, responsável pela investigação do caso de Henry Borel, acatou petição da defesa do pai da criança, Leniel Boreal, para que ele preste mais um depoimento sobre o caso.

Além de Leniel, novas testemunhas ligadas a ele, à Monique Medeiros, mãe da criança e ao Dr. Jairinho, padrasto de Henry, também serão ouvidas.

Foto: Reprodução/Instagram

A data da nova declaração ainda não foi marcada.

Depoimento de ex-namorada

Ex-namorada de Dr. Jairinho afirmou que ela e sua filha foram vítimas do vereador investigado pela morte do enteado, Henry Borel, de 4 anos. Em entrevista, a mulher contou que a filha, também com 4 anos na época, sofreu diversas agressões do vereador. Leia mais. 

Caso Henry

A polícia Civil investiga o caso do menino Henry, de 4 anos, que faleceu no dia 8 de março. O menino era enteado do vereador do Rio de Janeiro, Jairo Souza Santos. Ao chegar no hospital, já sem vida, os exames relataram que havia hematomas e inchaços pelo corpo de Henry.

Além disso, de acordo com o Instituto Médico Legal (IML), ele apresentava lesões no crânio, estômago, rins e fígado. Saiba mais sobre o caso. 

LEIA TAMBÉM:

Caso Henry: Faxineira relata à polícia versão diferente da que foi dada pela mãe do menino

Caso Henry: pai do menino promove carreata na segunda (5)

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: