Nubank lança fundo semente para empreendedores negros

Semente Preta vai destinar até R$ 1 milhão para startups selecionadas

Por: Gabrielle Gonçalves | 25 março - 22:06

O Nubank anunciou o fundo de investimento “Semente Preta”, voltado para startups brasileiras criadas por empreendedores negros. O fundo de capital semente do banco digital vai destinar até R$ 1 milhão para empresas com base tecnológica que já tenham seu produto mínimo viável (MVP) validado.

Foto: Divulgação

“Construir times fortes e diversos sempre foi um dos nossos pilares, mas entendemos que também é preciso contribuir para desenvolver um ambiente de empreendedorismo e de tecnologia mais diverso no Brasil”, afirmou a empresa em um comunicado no seu site.

As inscrições tiveram início ontem (24) e seguem até o dia 24 de Setembro. As empresas que podem se inscrever são as de serviços financeiros, dados, pessoas e outros, como marketing digital, jogos, softwares, aplicativos e programação. Além do fundo de R$ 1 milhão, as startups selecionadas também receberão mentorias de times do Nubank e networkings facilitados pelo banco.

O banco digital diz que tanto o valor do investimento quanto o número de empresas selecionadas poderão variar. O critério de alocação será definido pelo comitê de investimento levando em consideração fatores como a necessidade de capital das startups analisadas. Depois de 36 meses da realização do aporte, o Nubank também poderá ou não converter o dinheiro investido em participação societária.

As startups inscritas no Semente Preta serão avaliadas seguindo os seguintes critérios: tecnologia; criatividade, cultura e comportamento; estratégia e performance financeira; inteligência de dados e negócios e jornada do empreendedor ou da empreendedora. Para participar, as empresas também precisam atender aos critérios de estrutura legal, possuir pelo menos um fundador negro ou fundadora negra que esteja dedicando tempo parcial ou integral ao negócio, estar em estágio de operação com o MVP validado, ter conexão com o modelo de negócios do Nubank, ser transparente quanto aos recursos e ter caráter de inovação e respeito a direitos de terceiros. Também serão analisados critérios de diversidade das empresas.

O Nubank também explica o motivo pelo qual o Semente Preta é dedicado apenas para empreendedores negros: “Historicamente, empreendedores negros têm mais dificuldade para se lançar no mercado. […] Por meio do Semente Preta, queremos ampliar a diversidade racial no ecossistema de startups ao apoiar negócios em estágio inicial de empreendedores negros e negras”, disse no anúncio.

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: