Mulher que aplicou supostas vacinas em empresários é detida e pode pegar 15 anos de prisão

O caso aconteceu em Belo Horizonte e a PF ainda avalia como aconteceu o crime

Por: Aline Bueno Silvestre | 31 março - 20:33

Na noite de terça-feira (31), Cláudia Mônica Pinheiro Torres de Freitas, acusada de aplicar supostas vacinas em empresários, foi detida pela Polícia Federal em Belo Horizonte.

A cuidadora de idosos se passou por enfermeira para aplicar as doses. Além disso, num mandado de busca, a polícia encontrou vacinas contra gripe e ampolas de cloreto de sódio.

Mulher acusada de usar supostas vacinas em empresários é detida

Foto: Reprodução/Pixabay

Ela foi presa pelo Artigo 273 do Código Penal, que fala sobre a falsificação e adulteração de produtos para fins medicinais ou terapêuticos. A pena pode chegar até a 15 anos.

As informações são do Jornal Estado de Minas.

Entenda o caso das supostas vacinas

Cláudia e o filho, Igor Torres de Freitas, foram acusados de planejar e vacinar empresários na Grande BH no dia 23, terça-feira. A ação aconteceu numa garagem de ônibus. Além deles, outro homem ainda é investigado. Cláudia foi presa e os dois homens ainda vão ser ouvidos novamente.

Além disso, dois empresários, Rômulo e Robson Lessa, admitiram terem comprado as vacinas até então da Pfizer contra a Covid-19. Porém, o laboratório da imunizante nega envolvimento.

Agora, a PF investiga se ocorreu desvio das vacinas destinadas ao Ministério da Saúde, importação ilegal ou mesmo vacinação falsa.

O que diz a lei da compra de vacinas

Aprovada ainda em março, todas as doses de iniciativas privadas devem ser doadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), enquanto a fila ainda está em grupos de risco.

Porém, em 25 de março, a Justiça Federal determinou essa lei como inconstitucional. Mas, o Tribunal Regional Federal da 1ª região ainda deve avaliar.

LEIA MAIS:

ONU busca auxiliar Brasil para antecipar chegada de vacinas contra a covid-19

Vacinas da Pfizer e Moderna são ‘altamente eficazes’ após primeira dose, diz estudo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você