MP de crédito a povos indígenas e quilombolas será votada nesta semana

Além deles, pescadores artesanais e extrativistas também são incluídos no benefício.

Por: Larissa Placca | 22 março - 19:26

A Câmara vai analisar, nesta semana, a Medida Provisória 1008/20, que abre crédito extraordinário para a compra de cestas básicas a povos indígenas, quilombolas, pescadores artesanais e extrativistas.

O crédito é de R$ 228 milhões e é direcionado ao Ministério da Cidadania. A MP foi editada com base no orçamento de guerra para combater os efeitos da pandemia de covid-19.

Indígenas de todo o Brasil chegam à Brasília reivindicando direitos

Foto: Agência Brasil/Divulgação

Segundo o Relatório da Consultoria de Orçamento da Câmara, em 2020 foram gastos um total de R$ 416,3 mil, sendo apenas 0,21% do previsto no Orçamento do ano passado. Em outubro de 2020, o cálculo era de R$ 124 por cesta para atender essas famílias, totalizando R$ 76 milhões ao mês.

O dinheiro é direcionado para auxiliar mais de 612.234 famílias, através da distribuição de alimentos de forma emergencial.

O relatório também mostra que até 17 de março deste ano, a aplicação do dinheiro subiu para R$ 160,3 milhões (70%).

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Bolsonaro afirma que gestão de Queiroga será voltada para “a questão da medicina”

Processo contra Daniel Silveira, por ataques a manifestantes, será continuado

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: