Justiça nega saída noturna de Flordelis, mesmo que para atividade parlamentar, devido às “múltiplas violações” da deputada

A deputada está sendo investigada como a mandante do assassinato do marido, pastor Anderson Carmo

Por: Larissa Placca | 06 abril - 22:15

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu, nesta terça-feira (6), que a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) segue proibida de sair à noite, mesmo que o motivo do pedido teria sido para exercer a atividade parlamentar.

A deputada está sendo investigada como a mandante do assassinato do marido, pastor Anderson Carmo.

a deputada federal Flordelis ao lado do marido assassinado, o pastor Anderson do Carmo

A deputada federal Flordelis ao lado do marido assassinado, o pastor Anderson do Carmo; Foto: Arquivo Pessoal/Reproduçao

Na decisão, a juíza Nearis dos Santos Carvalho, da 3ª Vara Criminal de Niterói, afirmou que “a participação em plenário, comissões e conselhos da Câmara dos Deputados vem sendo possível de forma totalmente remota”.

Ressaltando que a participação a distância não traz “qualquer prejuízo” ao exercício do cargo. Antes da decisão desta terça, Flordelis estava autorizada a sair entre 23h e 6h para atuação política como deputada.

Leia as últimas notícias sobre o caso de Flordelis

Processo contra Flordelis continua, após relator negar defesa

Caso Flordelis: deputada diz que filha Simone mandou matar pastor Anderson

A juíza considerou “múltiplas violações” da deputada no monitoramento eletrônico imposto a ela. Segundo informações do relatório, Flordelis chegou a ficar 15 horas sem ligar a tornozeleira eletrônica, desrespeitando às normas da Justiça.

Ela afirma que Flordelis foi “devidamente orientada, no ato da instalação [da tornozeleira], a respeito do carregamento de seu equipamento, estando ciente de sempre deixar o mesmo carregado e das consequências de eventual descumprimento”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Bolsonaro dá posse a seis novos ministros, em cerimônia fechada

Eduardo Bolsonaro volta a criticar medidas restritivas e defende a abertura de igrejas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você