Justiça derruba liminar e libera as aulas presenciais no Rio de Janeiro

Um dia após juiz suspender a volta ás aulas, visto que o estado está na pior fase da pandemia

Por: Sophia Bernardes | 06 abril - 13:22

Nesta terça-feira (6), o Presidente do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, derrubou a liminar que proibia o retorno das aulas presenciais no estado.

Um dia após o juiz Roberto Câmara Lacé Brandão suspender a volta, em acordo com 12 parlamentares que consideram, “alto risco de contágio e o colapso enfrentado pelo Estado no atendimento ao crescente índice de pessoas infectadas pela Covid-19 e suas novas variantes”. Além disso, destacaram que o Rio de Janeiro está no pior momento da pandemia e que o retorno precipitado das aulas presenciais “ensejaria uma elevação (…) dos riscos de contágio”, em um cenário em que a estrutura hospitalar beira o colapso.

Volta às aulas

Foto: Agência Brasil

A derrubada da liminar pelo desembargador atende recurso protocolado pela PGM (Procuradoria-Geral do Município) do estado, que argumentou que o Executivo carioca estaria investindo em protocolos sanitários contra a covid-19 para propiciar um retorno seguro das aulas.

O estado do Rio de Janeiro é o estado que a média móvel de mortes por Covid-19 mais avança em todo o Brasil, com aceleração de 74%.

Em entrevista para o programa “Bom Dia Rio”, o secretário da saúde Daniel Soranz, destacou a importância da educação ser considerada atividade essencial.

“A secretaria está muito segura de que as escolas são equipamentos de proteção social e eles causam muito mais benefícios do que risco de transmissão. Na maioria dos países desenvolvidos, as aulas são as últimas a serem fechadas e as primeiras a serem reabertas”, pontuou.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Covid-19: SP bate novamente recorde de óbitos pela doença em 24h

Covid-19: 12 capitais brasileiras seguem com decretos de toque de recolher

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você