Dr. Jairinho e Monique Medeiros são presos no Rio de Janeiro por assassinato de menino Henry

Casal foi enquadrado por homicídio duplamente qualificado; segundo a polícia, Monique sabia sobre as agressões

Por: Leonardo Fernandes | 08 abril - 08:14

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou nesta quinta-feira (8) a prisão do médico e vereador Dr. Jairinho, e de sua namorada, Monique Medeiros, pela morte do menino Henry Borel. O caso estava em investigação desde março, quando o garoto foi morto no dia 8. O casal foi preso na zona oeste do Rio.

As autoridades descobriram que Jairo Souza Santos Júnior agredia Henry com chutes e golpes na cabeça, e que Monique tinha conhecimento da violência contra o filho desde, pelo menos, fevereiro. Os dois foram enquadrados por homicídio duplamente qualificado, e a prisão preventiva terá duração de 30 dias.


De acordo com publicação do jornal O Globo, Dr. Jairinho tentou ludibriar o exame de corpo de delito de Henry, na tentativa de barrar qualquer investigação antes do enterro da criança. Ainda, foi divulgado que Monique Medeiros foi ao salão de beleza um dia após o funeral do filho.

Em nota, o partido Solidariedade, sigla à qual Dr. Jairinho é filiado, comunicou o afastamento do médico de qualquer tipo de campanha.

Leia mais notícias:

Polícia apreende celular usado por Henry Borel

Carreta por justiça de Henry é adiada no Rio de Janeiro

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você