Diarista relata que Dr. Jairinho e Monique Medeiros tomavam e davam para Henry muitos remédios

A diarista também informou que Henry "chorava o tempo todo" e vomitava ocasionalmente

Por: Bianca Antunes | 15 abril - 17:18

Em depoimento na última quarta-feira (14), a empregada doméstica que trabalhava na casa de Dr. Jairinho e Monique Medeiros, Leila Rosângela Mattos, relatou que o casal tomava muitos remédios e também davam medicamentos para Henry.

A mulher não sabe a razão para que o casal tomasse os remédios, mas disse que Monique dava medicamento para ansiedade e um xarope de maracujá para Henry três vezes por dia. A mãe do menino disse a ela que os remédios “eram dados porque Henry não dormia direito, passava muito tempo acordado”.

Foto: Reprodução/Redes sociais

A diarista também informou que Henry “chorava o tempo todo” e vomitava ocasionalmente, embora não saiba o motivo dos vômitos. Ela relatou um episódio em que a mãe falou que se ele continuasse chorando, levaria ele para morar com o pai. O garoto teria respondido que não queria se mudar para a casa do pai.

Cabeleireira relata conversa entre Monique e Henry

Uma cabeleireira que atendeu Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, na sexta-feira de Carnaval, deu depoimento à polícia relatando que a cliente fez uma chamada de vídeo com o menino na sua presença.

A cabeleireira disse à polícia que a criança “chorava, um choro manhoso”. Henry teria perguntado “mãe, eu te atrapalho?”, que foi respondido que não, de forma alguma. Assim, o menino teria pedido “mamãe, vem pra casa”. Leia mais.

LEIA TAMBÉM:

Babá de Henry disse que avó do menino sabia das agressões

Caso Henry: Nova defesa de Monique Medeiros pede novo depoimento da cliente à polícia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: