Conta de água terá reajuste de valores a partir de maio em São Paulo

O reajuste está limitado ao IPCA (Índice de Preços para o Consumidor Amplo) de 7,6%

Por: Bianca Antunes | 17 abril - 15:37

As tarifas de água nas cidades abastecidas pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) vão ter reajuste a partir de 10 de maio.

A Arsesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo) divulgou uma nova tabela de valores para os usuários dos serviços de água e esgoto no Diário Oficial na sexta-feira.

Foto: Divulgação/Agência Brasil

O reajuste está limitado ao IPCA (Índice de Preços para o Consumidor Amplo) de 7,6%. Os  usuários residenciais, comerciais, industriais e públicos terão as tarifas médias ajustadas pelo índice. Apenas os usuários de baixa renda não sofrerão esse reajuste e terão redução de 1% nas tarifas.

“A revisão tarifária permitirá uma ampliação de 500 mil para 2 milhões o total de famílias de baixa renda beneficiadas com preços subsidiados até 2025. O modelo aprovado pela Arsesp expande a tarifa residencial social e a residencial vulnerável com base no CadÚnico (Cadastro Único) do Governo Federal, utilizado em programas sociais, e passa a atender famílias com renda per capita mensal de até R$ 178”, explicou a Arsesp em nota.

A taxa mínima fixa de 10m³ de água deixa de existir, e o usuário será cobrado pelo volume de água efetivamente consumido no mês, junto com a taxa fixa de serviços. Outra mudança é o desmembramento da tarifa de água e de coleta de esgoto.

“O usuário que tinha o esgoto somente coletado ou o que tinha o esgoto coletado e tratado, esses dois pagavam a mesma tarifa. Agora o usuário vai pagar pelo serviço que recebe. Se for coletado, só pela coleta, e, se for também tratado, paga as duas tarifas”, disse o coordenador de pesquisas do IDS (Instituto Democracia e Sustentabilidade), Guilherme Checco.

LEIA TAMBÉM:

Farmacêuticas acumulam R$ 16 milhões de prejuízo após golpe de falsa ONG

Mundo chega a 3 milhões de mortes por covid-19 em 93 dias, desde os 2 milhões

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você